COMO EDUCAR OS FILHOS: na infância e adolescência


Educação dos filhos não é uma tarefa fácil, sabemos disso. Todos os dias surgem dúvidas entre os pais e trocar figurinhas com outros experientes pode ajudar, mas as vezes deixa mais dúvidas que certezas. Afinal, existe uma fórmula secreta ou forma correta de como educar os filhos? Infelizmente não, por mais angustiante que isso possa parecer. As vezes até mesmo pais e especialistas em educação discordam, mas os conceitos transmitidos em casa funcionam, então é mais uma receita mágica variável de família para família que funciona.

Como educar os filhos pequenos

Alguns conceitos sobre a educação de filhos são gerais e servem para todas as famílias, e quanto mais cedo começar melhor. O principal é manter a porta aberta para o diálogo.

A criança necessita de confiança para conversar, abrir sua mente e parece simples, mas não é fácil ter os pais como principal canal de comunicação para tudo, tanto assuntos bons como ruins.

E isso não deve começar quando se tem adolescentes em casa, mas de berço, explicando os motivos para as decisões e conversando sobre o seu dia, perguntando como foi o dela e comentando sobre a sua vida mesmo. Quanto mais cedo e simples for a conversa melhor para manter as portas abertas para o diálogo. A conversa serve também para dar explicações sobre o porquê de algumas decisões, ajudando a criança a entender os motivos e não cometendo erros. Não pode tocar na tomada, por exemplo, porque há risco de choque. O não tem um motivo e a conversa constante ajuda na compreensão e amadurecimento infantil.

Desautorizar o pai ou a mãe na frente da criança é um dos erros mais comuns. Se vocês discordam em algo, cheguem a um senso comum no quarto e voltem para a sala com uma opinião formada. O erro mais comum é a mãe permitir algo e o pai negar e vice versa. A criança pode entender que basta pedir ao outro que funciona ou que não há autoridade na casa, fica sem conceito de certo ou errado porque o certo para o pai pode ser errado para mãe. Também pode compreender como ausência de limites diante das regras.

saiba dizer nao para os filhos

Impor regras às crianças e não as cumprir também é uma ótima forma de estragar a educação desde cedo. Os pais são o exemplo dos filhos e se você não quer seu filho fumando, não fume em casa. Se não deseja uma criança gritando com você, não grite com a esposa ou marido e nem com eles. Se quer um filho organizado, seja também. O exemplo deve começar sempre dos pais. Impor um estilo de vida saudável desde cedo à família também é importante.

A regra da premiação é importante. A forma mais simples de fazer uma criança executar uma tarefa bem é premiá-la ao final com um doce, passeio no shopping ou até dinheiro. Mas na vida as coisas não são assim, não é mesmo? Você executa o seu trabalho bem mas nem sempre ganha um doce por isso, então por que premiar a criança de tal forma? Uma atividade extraordinária tudo bem, mas se for sempre isso vai criar um círculo vicioso difícil de ser rompido.

Contar mentiras para justificar decisões é uma forma antiquada e não funcional de educar também. A criança deve comer salada, por exemplo, porque é bom para o seu organismo e não porque o bicho vai pegá-la a noite. São mentiras funcionais mas a longo prazo frustam e destroem a imagem dos pais quando se descobre a verdade. Fica difícil de confiar em alguém depois de tantas mentiras, não é mesmo?

Como educar os filhos pequenos e colocar limites

Colocar limites em crianças não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Quanto antes você começar a ensinar o conceito de sim e não, pode e não pode, ela vai entender e aceitar as regras da casa. Mas como fazer? O principal e acima de tudo é a regra de ouro de não ceder. Crianças fazem birra, sabem o quanto irritam com choro e até quebram coisas, e os pais para se livrar do tormento, cedem. Não podem. O não deve ser não sempre, mas claro, usando o bom senso. Crianças são desafiadores por natureza e buscam o limite do adulto e podem tentar irritar até conseguir um sim. Analise antes de determinar a sua resposta e não mude, mesmo o choro sendo bem alto e constante.

Como impor limites a crianças

O limite deve ser imposto de forma saudável e sempre com conversa. “Não” é “não”, sim, mas explicando os motivos. Infelizmente as crianças não tem maturidade para entender algumas decisões, então necessitam ser impostas. Se ela não entender ou não quiser obedecer, aí sim um castigo deve ser dado. Mas sem explicação criará uma distância enorme. Há uma diferença entre respeito e medo e essa deve ser trabalhada o quanto mais cedo melhor.

E se for ameaçar, cumpra. Não adianta prometer uma coisa sem cumprir, ou perderá a moral e isso para toda a vida, não apenas em educação de filhos. Não haverá educação se seu filho ultrapassar um limite e não for punido, mas foi ameaçado. Se não tiver coragem para castigar, não ameace.

Dicas simples para impor limites em crianças:

  1. não importa o quanto ele chore, o “não” deve permanecer
  2. não abra mão porque a criança vai ficar triste mesmo considerando errado
  3. castigue apenas quando necessário, não faça disso uma rotina educacional

Como educar os filhos na adolescência

A educação de adolescentes torna-se cada vez mais simples quando a base é boa e as crianças já estão educadas. Mas quando algumas informações não foram transmitidas ainda na infância, abrir as portas para a conversa é crucial. Deixe seu filho saber por você primeiro o que é importante, tirando dúvidas das mais simples sobre amizade até namoro e sexo. Mostre apoio tanto nas decisões boas como ruins, sempre respeitando seu juízo de valor.

Como educar filhos adolescentes

Participação na vida do adolescente é um dos pontos mais importantes para ganhar confiança e depois conseguir educar de forma saudável, sem forçação de barra. Eles querem acima de tudo amizade e reconhecimento em seus esforços, então elogie quando tiver de elogiar, participe de atividades esportivas e incentive a prática artísticas se sentir vocação no seu filho. Trate seu filho como um parceiro muito mais que um filho, adolescentes adoram isso. Converse sobre seu dia a dia, sua rotina e como a sua vida está e seu filho vai se sentir mais aberto a uma conversa. Se ele sentir ser seu amigo, possivelmente vai querer sua amizade também.

Dicas de educação de adolescentes

E um dos pontos mais importantes é: respeite a sua privacidade. Adolescentes são semi adultos, adoram ter segredos e podem eles mesmos os contar, mas nada de fuçar diários a menos que haja motivos. Esteja também atento a alterações comportamentais. É uma fase difícil, com mudanças de humor comuns, mas dá para diferenciar o que é natural do que é forçado. Atenção às mudanças comportamentais e isolamentos constantes sem motivo aparente.


You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *