Guia da Introdução Alimentar do Bebê【2021】ᐅ TUDO SOBRE!

Muito se fala sobre introdução alimentar, mas pouco se discute sobre os detalhes desse processo. A não ser que a mãe já esteja vivenciando essa fase e recebendo orientações do pediatra, claro, sempre surgem dúvidas acerca do que pode ou não, quais as épocas certas, etc.

Começar a alimentação de um bebê pode significar muita responsabilidade. Afinal, tudo será novo para ele, que até esse momento só conheceu o leite – materno ou artificial, dependendo do caso.

O fato é que a classe médica não se mostra unânime sobre o período certo para introduzir novos alimentos além do leite. E por isso pode dar um nó na cabeça das mamães e responsáveis, que ficam ansiosas para começar o preparo das papinhas.

introducao alimentar 5

O que acha de entender melhor do que se trata a introdução alimentar? Vamos expor aqui elementos que mostram como ela pode ser feita, maneiras simplificadas de criar cardápios e recomendações segundo pediatras.

Acompanhe!

O que é introdução alimentar?

De acordo com o site oficial do médico Dráuzio Varella, chamamos de introdução alimentar a fase na qual ocorre o início da alimentação regular para os bebês, além do leite materno.

introducao alimentar dos bebes como fazer

Devemos lembrar que, segundo a OMS, assim como o Ministério da Saúde, o aleitamento materno exclusivo deve ser feito até os seis meses completos dos bebês.

Ou seja, não deve-se acrescentar mais nada à alimentação dos pequenos até essa idade. Nem mesmo água ou chás.

Portanto, chama-se o início de um cardápio com frutas, legumes e demais alimentos de ‘introdução alimentar’. Esse período se inicia aos seis meses e vai se alterando gradativamente conforme o crescimento do baby.

introducao alimentar 3

A dúvida que muitas mães, além de pais e outros responsáveis têm, é sobre os tipos de alimentos que podem entrar nesse menu.

Afinal, são muitas as opções disponíveis e algumas delas precisam de um tempo maior. Ademais, outros itens são proibidos para nenéns tão pequenos. Então vale a pena a pesquisa, pergunta ao pediatra e a atenção no dia a dia.

como fazer a introducao alimentar

O sistema digestivo dos bebês antes dos seis meses ainda não está preparado para receber alimentos diferentes do leite materno. Nem mesmo chás, que podem promover ações que prejudicam a saúde dos pequenos ainda que sejam naturais.

Além disso, as mamães que se empolgam na inclusão de novos alimentos na rotina do bebê devem saber que essa fase demanda total cuidado e deve ocorrer com calma.

De acordo com os médicos, por se tratar dos primeiros contatos com novos ingredientes, deve-se fazer essa introdução aos pouquinhos mesmo. Lentamente.

O cardápio escolhido depende do que o médico avaliar.  Afinal, há crianças que podem ter indisposição a certos alimentos e até desenvolver alergia e intolerância. Portanto, inicie esse processo com calma e sempre com o acompanhamento do médico.

introducao alimentar 1

Introdução alimentar precoce

De acordo com pediatras, a introdução alimentar precoce pode induzir o desmame do bebê. Dessa maneira, ele poderá sofrer com queda na imunidade e falta de nutrientes importantíssimos para o seu desenvolvimento.

Além disso, a exposição a alimentos diferentes do leite antes do tempo indicado pode prejudicar o trata gastrointestinal do bebê, que ainda precisa evoluir para recebê-los a partir dos seis meses.

Resumindo…

Introdução alimentar do bebê significa o início da fase de alimentação sem ser o leite materna. De acordo com o Ministério da Saúde, deve ocorrer aos seis meses de idade.

É quando você irá, além de amamentar, fazer as papinhas de frutas e salgadas para o seu bebê!

introducao alimentar 2

Como deve ser feita a introdução alimentar do bebê?

Uma dúvida que muitas famílias têm é sobre como introduzir novos alimentos na rotina do bebê. Um ser tão pequenininho pode comer de tudo? O que é melhor para o início? Qual o melhor horário? Quais alimentos podem causar reações?

Bom, são realmente muitos questionamentos super comuns que podem ocorrer. Isso sobretudo no caso de papais de primeira viagem que acabam tendo maior dificuldade em novas etapas do crescimento.

O cardápio variado é super importante, a saber. Entretanto, antes de variar muito, escolha pouco a pouco os alimentos para que dê tempo do baby se acostumar.

introducao alimentar do bebe

Dicas para introduzir novos alimentos

1 – Os novos alimentos devem ser complemento ao leite materno.

2 – Geralmente o início acontece oferecendo frutas. Logo após algumas semanas, inicie com papinha salgada.

3 – Crianças costumam recusar e estranhar os alimentos nas primeiras vezes, portanto, não insista naquele momento. Deixe para apresentá-la ao ingrediente uma outra hora novamente.

introducao alimentar

4 – De acordo com o Ministério da Saúde, deve-se oferecer um mesmo alimento oito vezes até que ele passe a aceitá-lo normalmente.

5 – A alimentação do bebê deve ser rica e diversa para que ele tenha contato com o maior número de nutrientes possível.

6 – O cardápio deve conter os conhecidos macros – gorduras, carboidratos e proteínas. Assim como micros – ferro, zinco e vitaminas.

7 – Ofereça hortaliças, assim como frutas, carnes e ovos, cereais, tubérculos e grãos.

introducao alimentar 4

8 –  A saber, até o oitavo mês é preciso introduzir alimentos como ovos, peixes e glúten para criar tolerância e evitar possíveis alergias.

9 – Não é indicado bater a papinha no liquidificador para que ela não perca a textura. Os bebês precisam aprender a deglutir e, para isso, a comida não pode ser líquida.

10 – Não coloque açúcar na papinha de frutas e nem nos suquinhos recomendados pelo pediatra. É contraindicado adoçar a alimentação artificialmente das crianças pelo menos até os dois anos de idade.

introducao alimentar dos bebes

11 – Use temperos naturais, como cebola, alho, salsinha e cebolinha. Se precisar por sal, coloque bem pouquinho.

12 – Tenha horários para dar a comida para seu bebê. Defina hora para o café da manhã, almoço e janta, seguindo dia a dia um cronograma para que a criança se acostume com a rotina.

Cardápio inicial para os bebês

De acordo com especialistas, a introdução alimentar deve começar com a oferta de:

  • Duas papas de fruta na primeira semana – uma de manhã, outra à tarde.
  • Logo após uma semana já pode incluir uma papa de legumes todos os dias.

Para a papa de frutas: escolha uma fruta diferente para cada período do dia. Assim o bebê conhece uma maior variedade e amplia o seu paladar.

frutas para introducao alimentar

Para a papa de legumes, recomenda-se apresentar ao bebê um item cada grupo alimentar juntos. Por exemplo:

  • Hortaliças (folhas verdes, abóbora, beterraba, quiabo, tomate, cenoura.
  • Cereais e tubérculos (arroz, batata-doce, batata, inhame, macarrão, aipim.
  • Carnes e ovos (frango, peixe, boi, pato, vísceras ou miúdos, codorna, ovos.
  • Grãos (feijão, lentilha, soja, ervilha, grão-de-bico.

E do mesmo modo que ocorre com as frutas, procure diversificar a oferta a cada dia. Se em um dia a papinha foi de batata, frango, lentilha e espinafre, no outro dê arroz, feijão, carne de boi e tomate.

introducao alimentar do bebe maternidade gemelar
Crédito: Maternidade Gemelar

Em suma, apesar de ser uma fase do bebê que implica cuidados e atenção, costuma ser bem gostosa para as mamães, os papais e quem mais participar desses momentos.

Lembre-se que essa etapa da vida é decisiva para que o bebê forme o seu paladar para os anos seguintes. Portanto, é super importante variar bastante nas opções do cardápio.


E então, gostou de conhecer mais sobre a introdução alimentar do bebê?

Deixe seu comentário abaixo dizendo o que achou e sua dúvida, caso tenha. Até mais!