Brotoeja em Bebê – O que é, Principais Causas, Sintomas & Tratamento

Se você é mãe ou já conviveu com bebês deve certamente ter ouvido falar em brotoeja. Esse é o nome popular que se dá para a miliária, enfermidade que se caracteriza pela erupção de bolinhas na pele.

Muito comum em bebês, ela chega a assustar mães e pais não só de primeira viagem, mas aqueles que já tiveram filhos e ficam preocupados com essa condição.

Apesar de ser um problema relativamente normal de ocorrer entre os recém-nascidos e bebês até 12 meses, as brotoejas ainda são cercadas de dúvidas. Afinal, quais são suas causas? E os tratamentos? Devemos nos preocupar tanto assim?

brotoeja em bebê
Por que ocorre a brotoeja em bebê? Conheça aqui nesse post!

São muitas questões para serem solucionadas e que às vezes são deixadas de lado no pré-natal. Com isso, o mais sensato a se fazer é buscar a ajuda do pediatra do bebê que deve analisar e responder as dúvidas.

Para lhe ajudar, elaboramos um post que aborda tudo sobre as brotoejas ou miliária, como quiser chamar. Selecionamos as principais perguntas feitas pelos pais atualmente, além de dicas de tratamentos caseiros. Confira!

Sobre a Brotoeja em Bebê

Qualquer probleminha que surge em nosso bebê, por menorzinho e simples que ele seja, deixa a gente com o coração apertado, não é mesmo?

Com a brotoeja também é assim. Logo que elas despontam na pele do neném ficamos assustados. O que teria causado isso? Será que vai desencadear outros problema? Seri a uma indicação de alguma outra enfermidade mais grave?

É super comum ficar assim quando acontece qualquer coisinha com o baby, portanto, não fique se culpando ou se achando muito dramática.

brotoejas nos bebês
As brotoejas são muito mais comuns em bebês, assim como crianças

Vale frisar que é importantíssimo procurar sempre um especialista antes de tomar qualquer decisão, comprar remédios e etc.

Mas como falamos anteriormente, nosso intuito é fazer aqui nesse post um “tira-dúvidas” a respeito desse assunto. Informe-se!

O que é?

A brotoeja é o nome mais conhecido para a “miliária”. Ela nada mais é do que uma erupção na pele, podendo surgir não só em bebês, mas em pessoas de quaisquer idades. É considerada um tipo de dermatite.

Essa erupção se caracteriza por bolinhas bem pequenas, que tanto podem ser clarinhas quanto avermelhadas. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são bolhas de água, que também podem ser denominadas vesículas.

A saber, essas bolinhas não tem um lugar específico para aparecer – varia de bebê para bebê. Então você pode percebê-las em diversas regiões do corpo, no rostinho, na barriguinha, nas costas, nas pernas, nos pés, enfim, qualquer uma.

brotoeja em bebê
As brotoejas podem surgir no corpo, bem como no rosto do bebê

As brotoejas podem aparecer ainda na primeira semana de vida do bebê. Por isso que costuma assustar bastante os responsáveis, que às vezes nem mesmo saíram do hospital e já notam as bolinhas no corpinho de seu novo baby.

Mas é importante dizer que mesmo se não aparecer no bebê recém-nascido, elas podem surgir tempos depois por certos fatores que vamos especificar mais para frente!

brotoejas nos bebês
Bebês de todas as idades podem vir a sofrer com brotoejas

Quais as Causas?

A brotoeja em bebê ou em pessoas de demais idades é causada por conta da obstrução dos ductos das glândulas que produzem suor. Elas são chamadas de glândulas sudoríparas.

E são exatamente os ductos que transportam o suor que produzimos para a superfície da pele. Eles são mais conhecidos como ‘poros’.

Quando então esses ductos ou ‘poros’ ficam obstruídos, ou seja, “entupidos”,  o suor fica impedido de alcançar a camada mais externa da pele.

brotoejas nos bebês
O calor excessivo, bem como uso de roupas quentes são algumas das causas

Dessa forma, o suor que o bebê produziu fica preso nas camadas mais internas da pele. E essa ação provoca a rutura do ducto, ocasionando uma reação inflamatória, que são o que nós conhecemos e tratamos aqui nesse post como as erupções da brotoeja.

Traduzindo: o suor não consegue ser expelido naturalmente através da pele do bebê e após um rompimento do ducto surgem as bolinhas, como um modo de inflamação.

brotoejas nos bebês
A saber, o bebê, mesmo recém-nascido tem suor!

E aí você pensa: nossa, mas meu bebê só tem três dias de vida, ele já tem suor? Sim! Assim que a criança nasce ela já começa a ter diversas glândulas de seu corpo trabalhando ativamente, e isso é perfeitamente saudável.

As glândulas sudoríparas são algumas delas e por isso o bebê deve suar e se não conseguir naturalmente as brotoejas surgirão. Por esses ductos serem bem pequenininhos nos bebês, é comum que não consigam passar todo o suor mesmo.

brotoejas nos bebês
Fique por dentro das causas das brotoejas

Como o suor no seu bebê pode surgir? Veja alguns exemplos:

  • Dias de calor intenso: quando está muito quente é normal que a gente sue. Seu bebê também produzirá suor e por terem poros mais estreitos poderá ter brotoejas.
  • Roupas muito grossas e quentes: super normal a mamãe querer “empacotar” seu bebê tão pequenino. Ele certamente precisa de proteção. Porém, quando os dias estão quentes não há a necessidade de colocar tanta roupa no baby. Isso pode causar suor excessivo e consequentemente as brotoejas.
brotoejas nos bebês
Fique atenta (o) no uso de roupas muito pesadas quando não está tão frio
  • Febre alta: uma causa para as brotoejas, sobretudo nos bebês recém-nascidos, é o acometimento de febre alta. Nessa condição, o corpo do bebê transpira excessivamente.
  • Cremes e talcos: causa mais relacionada aos bebês com mais de 2 meses de idade. Algumas mamães costumam usar cremes hidratantes e talcos, ambos produtos que podem obstruir os poros e impulsionar o surgimento das brotoejas.
brotoejas nos bebês
Quando o bebê está com febre, a temperatura do corpo se eleva e daí ocorre o suor

Quais os Principais Sintomas?

Entre os principais sintomas que podemos perceber nos bebês estão:

  • Erupções na pele
  • Bolhas de água
  • Pequenas manchas vermelhas
  • Saliências
  • Prurido (coceira)
  • Queimação na pele
brotoejas nos bebês
A saber, as brotoejas podem ser brancas ou vermelhas

Em geral, as erupções (bolinhas) surgem no tronco, pescoço, axilas e dobras de pele. Isso por que, a saber, esses são os locais do corpo nos quais mais ocorrem o suor.

Vale dizer também que a aparência dessas lesões não é sempre a mesma em todos os bebês. Ela muda de acordo com a profundidade na qual ocorreu o bloqueio no ducto excretor (glândula que passa pela derme, epiderme e termina nos poros da superfície da pele, expelindo o suor).

brotoejas nos bebês
Há três níveis de miliárias ou brotoejas

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, no caso de ser uma miliária cristalina ou sudâmina, o bloqueio incide em um ponto mais superficial da epiderme. Daí as bolhas surgirão pequenas, transparentes e sem muito sinal de inflamação.

Também pode ocorrer em uma região intermediária da pele, quando a reação serão as pápulas vermelhas e inflamadas. Esta é a forma visível mais comum, chamada pela classe médica de miliária rubra ou brotoeja convencional.

brotoejas nos bebês
A inflamação pode chegar a um nível grave

Agora se a obstrução se der na área mais profunda da epiderme, será considerada miliária profunda. Aí você verá bolhas de água juntamente com as pápulas vermelhas. Nessa situação pode também haver pus, que vai indicar que está ocorrendo uma infecção bacteriana secundária.

Nesses casos, geralmente, ocorre o que chamamos de periporite ou abscesso sudoríparo. É super importante em qualquer um dos modelos de brotoejas, a saber, procurar um médico, de preferência pediatra para saber a melhor indicação de tratamento.

brotoejas nos bebês
Procure o pediatra de seu bebê para analisar a pele dele

Existem Riscos?

Segundo os especialistas, a brotoeja é um problema de pele que não representa riscos a mais para a saúde do bebê, a não ser pelo incômodo real que causa enquanto perdurar.

Por se tratar de uma inflamação cutânea, que pode se transformar em uma infecção bacteriana, é importante que a identificação do problema e tratamento não demore a se iniciar.

Quanto mais cedo você levar seu bebê ao pediatra e ele analisar sua pele, vai sanar o problema maia rápido e retornar à qualidade de vida anterior.

brotoejas nos bebês
As brotoejas não oferece outros riscos para a saúde do bebê

Como Prevenir?

Como vimos no tópico anterior referente às causas, o principal fator de risco da brotoeja é o suor obstruído. Este pode ser proveniente do calor intenso e do uso de roupas pesadas e quentes.

Por isso a forma de prevenção mais eficiente para os bebês é:

  • evitar o uso de muitas peças de roupa em dias muito quentes.

O tipo de tecido também pode favorecer, como o plush, veludo, jeans, sarja e camurça, portanto:

  • procure não usar em seu bebê nas épocas de temperaturas altas. Prefira tecidos de fibras naturais.

Além disso, mantenha o ambiente sempre fresco e arejado no verão. Você pode lançar mão do uso de aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores (mas nunca diretamente no bebê!). Uma dica é deixar as janelas sempre abertas para circular o ar.

brotoejas nos bebês
Mantenha o ambiente sempre fresco e o bebê com roupas adequadas à temperatura

Como Tratar Brotoeja em Bebê

Na maioria das vezes, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as brotoejas desaparecem do corpinho do bebê sozinhas. Assim que o calor e a umidade do ambiente diminuem, o desconforto diminui e as lesões começam a melhorar pouco a pouco.

O tratamento, a saber, levará em conta as características das lesões, que serão analisadas pelo médico pediatra de seu filho. Também deve ser considerada a parte do corpo na qual as brotoejas se instalaram.

brotoejas nos bebês
Na maioria das vezes as brotoejas saem com medidas simples

Então na consulta você poderá receber algumas orientações.

Uma delas é o controle da ingestão de líquidos (no caso de bebês com mais de 6 meses de idade), que quando é excessiva favorece a sudorese.

Outra é o cuidado com sabonetes que não são próprios para a pele de bebês. Os convencionais, a saber, podem ressecar a pele, causando também a obstrução dos poros.

Remédios / Pomadas

O uso de remédios, bem como de pomadas é sempre questionado quando o assunto é brotoeja em bebês. Afinal, eles são muito pequenos e a pele ainda é extremamente sensível.

Não é comum, mas conforme for o nível de inflamação, o médico pode receitar algum tipo de creme à base de cortisona, que funciona como um cicatrizante e alivia as sensações incômodas da pele.

Em outros casos, podem ser indicadas loções de calamina, mentol ou lanolina anidra. Mas isso para bebês maiorzinhos e não os recém-nascidos.

Ainda podemos citar o uso de hidratantes associados a secativos que podem garantir uma pele menos propícia ao suor excessivo.

brotoejas nos bebês
Existem tratamentos alternativos, bem como naturais para as brotoejas

Tratamento Caseiro

Também há soluções alternativas que podem ajudar no tratamento contra as brotoejas. Vale lembrar que é sempre importante perguntar ao médicos sobre métodos naturais que sejam indicados.

Alguns deles, a saber, incluem banhos com infusão de camomila e a aplicação de aloe vera. Porém, há algumas receitas que, segundo o conhecimento popular, funcionam mesmo. Conheça!

Gel de babosa

A saber, a babosa é uma planta medicinal com ácido fólico, vitaminas e cálcio na sua constituição, que têm propriedades cicatrizantes, nutritivas, regeneradoras, hidratantes e anti-inflamatória.

Ingredientes:

  • 2 folhas de babosa;
  • Toalha.

Modo de preparo:

Cortar 2 folhas de Babosa ao meio e com a ajuda de uma colher, extrair o gel de dentro da folha para um recipiente e de seguida umedecer uma toalha limpa com o gel e passar nas regiões com brotoeja cerca de 3 vezes ao dia.

brotoejas nos bebês
Banho de camomila, assim como compressa pode diminuir os sintomas

Banho ou compressas de camomila

Como falamos acima, a infusão de camomila está entre os métodos naturais indicados. Por que então não saber o passo a passo desse preparo?

A camomila, a saber, é excelente para tratar diversos problemas de pele, inclusive a brotoeja. Isso por que ela contém propriedades anti-inflamatórias e calmantes. Sendo assim, esse tratamento consegue diminuir bastante a coceira e a vermelhidão. Você pode fazer compressas de camomila ou banhar seu bebê com esse ingrediente.

Ingredientes:

  • 20 a 30 g de flores frescas ou secas de camomila;
  • 500 ml de água fervente;
  • Pano.
  • Banheira para o banho

Modo de preparo:

Deitar as flores na água quente e deixar repousar durante 15 minutos e a seguir filtrar a mistura, e embeber no pano. Estas compressas devem ser aplicadas de manhã e à noite, conforme a necessidade. Caso for dar o banho no bebê com o chá de camomila, é só misturar com a água mais fria para temperar certinho e dar o banho de modo tradicional.

brotoejas nos bebês
A água de aveia também pode ser usada em bebês

Água de aveia

A aveia contém propriedades super benéficas ao organismo humano por conta de seus componentes como ácido pantotênico, beta-glucanos, vitaminas B1 e B2 e aminoácidos. Assim como a camomila, apresenta propriedades calmantes e que têm potencial de proteger a pele, é ótimo para tratar a brotoeja.

Ingredientes:

 

  • 25 g de aveia
  • 1 litro de água fria

Modo de preparo:

Misturar os ingredientes e reservar. Como se trata de bebê, antes de retirar o pequeno do banho deve-se trocar a água da banheira e depois acrescentar a mistura, deixando o bebê dentro de água por cerca de 2 minutos.

brotoejas nos bebês
As brotoejas são comuns, mas sempre informe o médico sobre os sintomas!

O que achou de nosso post sobre brotoeja? Esperamos que ele tenha tirado suas principais dúvidas acerca do tema. Caso ainda tenha algum questionamento, deixe um recado para a gente!

Aproveite para ler também:

Refluxo em Bebês – O que Fazer? Sintomas, Causas e Tratamento!

Melasma na Gravidez: O que é, Causas e Tratamento

Volte mais vezes para conferir outros conteúdos, até uma próxima!