Melasma na Gravidez: O que é, Causas e Tratamento

Manchas escuras na pele são comuns no período de gestação. São conhecidas clinicamente como melasma na gravidez, um problema comum e compartilhado pelas mulheres grávidas de diferentes faixas etárias. Saiba mais sobre ele e como tratar e prevenir.

o que é melasma na gravidez

Sobre Melasma na Gravidez

As manchas na pele durante o período gestacional são apresentadas em mulheres de diferentes faixas etárias. É considerado “um problema comum” a ser enfrentado e combatido durante o desenvolvimento da criança. A boa notícia é que entendendo mais sobre o assunto é possível prevenir e obter um melhoramento da pele no pés gestação.

O que é?

Melasma, também chamada de cloasma gravínio, é o termo médico para manchas na pele. Pode ser definido ainda como “mancha marrom” pelos dermatologistas ou escurecimento da pele em pontos específicos.

O melasma na gravidez pode surgir em diferentes partes do corpo. A região do rosto costuma ser a mais afetada mas não é a única. Nas áreas do mamilo, rosto e vulva, as manchas são bem comuns.

Em alguns casos surgem manchas novas. Contudo, é comum o escurecimento de sinais na pele ou manchas já pré existentes. Cicatrizes de cortes e feridas antigas, por exemplo.

causas do melasma na gravidez

Quais as causas?

Existem duas causas possíveis para o surgimento de melasma na gravidez: genética e hormônios. A pré disposição para o escurecimento na pele é o mais comum. Muitas mulheres infelizmente em contato direto com o sol são pré dispostas a terem manchas escuras. Uma dica: se sua mãe tem manchas escuras no rosto possivelmente você terá quando estiver grávida.

Já a questão hormonal é bem comum e infelizmente as gestantes não podem controlar. Durante a gravidez a futura mamãe produz uma série de hormônios em maior quantidade, causando com isso a concentração maior de melanina (pigmento responsável pela cor da pele).

O contato direto com o sol também é um dos causadores do melasma na gravidez através da estimulação melanócita, ou seja, maior produção de melanina quando em contato com os raios solares. Infelizmente evitar o contato com o sol não é uma opção para algumas, até porque a produção de vitamina D é muito importante nesta fase.

cuidados com melasma na gravidez

Melasma Some Sozinha?

Uma boa notícia para quem está com medo de ter manchas a vida toda: o melasma na gravidez pode desaparecer sozinho. Na maioria dos casos as manchas surgem durante o período gestacional e com o tempo e a renovação celular somem por completo.

O importante mesmo é ter um cuidado redobrado durante este período gestacional. Uma vez que a mancha escureça em demasiado por conta do sol ela não deve sumir por completo naturalmente. Ficarão resquícios mesmo com a renovação celular natural, sendo necessário então um tratamento.

 

dicas para tratar melasma na gravidez

Como Evitar?

A melhor forma de não permitir o surgimento de melasma na gravidez e qualquer outro tipo de mancha é o uso constante e diário do protetor solar. O produto vendido em farmácias e lojas de manipulação costuma ser a forma mais fácil e eficiente de evitar o contato do sol com a pele e assim o surgimento de manchas.

Contrariando alguns pensamentos populares o protetor solar não deve ser aplicado apenas na região do rosto. Ele deve ser aplicado em todo o corpo com raios solares diretos ou não como braços, pernas, pescoço, peito e nuca. Mesmo nos dias nublados a ação do sol pode afetar e causar melasma na gravidez.

Focando no rosto, um dos motivos de mulheres não usarem protetor solar é a comum ardência nos olhos por conta do protetor. O produto de fato é forte e quando o suor escorre pode causar ardência. Para evitar este problema procure nas farmácias e lojas especializadas por produtos específicos para o rosto. Alguns ainda deixam a pele uniforme com seu efeito base, escondendo manchas, cicatrizes e imperfeições.

tratamento de melasma na gravidezComo Tratar Melasma na Gravidez

Uma vez que as manchas já estão presentes na pele há algumas medidas a serem tomadas como tratamento para melasma na gravidez. São elas:

Creme esfoliante – a aplicação caseira de creme do tipo esfoliante com movimentos suaves estimula a renovação celular. Com isso a pele tende a clarear aos poucos em um processo delicado e completamente natural. Não é um processo rápido mas ajuda bastante com resultados a olhos vistos. O uso do esfoliante deve ser feito uma vez por semana ou a cada 15 dias.

Uso de ácido – a aplicação de ácido é restrita para o período pós gravidez pelos riscos do produto tanto para a gestação como na lactação. Contudo, é uma das formas mais eficientes de remover manchas na pele(antigas ou recentes). Ajuda na renovação celular e remove tanto manchas antigas como novas. Deve ser feito com acompanhamento com dermatologista e com produtos específicos com a compra apenas com receita médica.

Dermoabrasão mecânica – o nome é complexo mas não é difícil de entender. Este procedimento é feito por um dermatologista e consiste em remover com bisturi a parte da pele com as manchas. Neste caso a renovação celular é obrigatória através da cicatrização. A pele morta e com mancha é removida e com a criação de pele nova as manchas somem. O processo é lento com a exigência de muitos cuidados para evitar cicatrizes.

Pelling – este é outro tipo de limpeza de pele profunda responsável por estimular a renovação celular. É um dos métodos mais usados para quem quer se livrar de melasma na gravidez. A aplicação acontece em clínicas dermatológicas e de estética especializadas a cada 15 dias com movimentos suaves sem dor.