Azia na Gravidez – O que Fazer, Principais Sintomas & Como Aliviar!

Durante a gestação o corpo passa por um processo diferenciado e é comum alguns novos sintomas, como a azia na gravidez.

A azia na gravidez acaba sendo algo comum e constante entre as gestantes e isso resulta em muitas queixas sobre o mal estar que a azia traz.

E se você está passando por essa fase de gestação e já começou a sentir os primeiros sinais de queimação, no post explicamos por que isso acontece, as causas e muitas dicas de como evitar o desconforto causado pela azia.

perguntas e respostas

 

Sobre a Azia na Gravidez

O que é?

Para quem nunca teve azia até a gestação e mal sabe o que é esse incômodo, a azia causa certo desconforto que parece uma queimação iniciando da altura da costela (boca do estômago) e indo até a garganta.

Os primeiros sinais da azia durante a gestação costumam aparecer mais intensamente durante o 2º e 3º trimestre da gestação, mas pode até ter indício no 1º trimestre, apesar de ser menos comum.

Dados apontam que no primeiro trimestre da gestação a queimação acontece em apenas 22% das gestantes, enquanto no segundo trimestre esse número quase dobra e chega a atingir 39% das grávidas. Já o terceiro trimestre é o período em que as gestantes mais relatam a queimação por conta do crescimento do útero e compressão do abdômen, e esse incômodo atinge em média 72% das gestantes.

o que é
A queimação caracteriza a azia

Quais os Principais Sintomas?

O principal sinal da azia está relacionado à queimação que começa da boca do estômago e pode atingir até a garganta.

Além do principal sinal que é a queimação estomacal e na garganta, há outros sinais, como:

  • Sensação de má digestão;
  • Eructações (arrotos) com maior frequência;
  • Possíveis dores no peito;
  • Gosto ácido ou amargo na boca.

sintomas

Quais as Possíveis Causas?

A azia na gestação costuma ter uma correlação com o refluxo gástrico, resultado do aumento do útero e das alterações hormonais que o corpo feminino passa durante a gestação.

Essa relação da azia com o aumento do útero está relacionado ao fato de que durante o crescimento do feto o útero vai aumentando de tamanho e passa a ocupar um espaço maior no abdômen, o que torna o esvaziamento do estômago mais lento e isso faz com que haja mais refluxo de líquidos entre o estômago e o esôfago, o que vem causar a queimação conhecida como azia.

Já as alterações hormonais estão ligadas ao aumento do hormônio progesterona, que é produzido em maior quantidade durante a gestação para relaxar os músculos do útero. No entanto, além de relaxar o útero, a progesterona também relaxa a válvula que separa esôfago e estômago, e isso pode fazer com que os ácidos gástricos que auxiliam na gestação subam pelo esôfago, causando a sensação de queimação na garganta.

Além de ter uma enorme relação com o refluxo gástrico e as alterações hormonais, a azia na gravidez também pode ter outras causas, como:

  • Histórico de gravidezes anteriores: para as gestantes que já passaram por outras gestações e tiverem o incômodo da azia, é bem provável que essa queimação faça parte de gestações futuras; ou seja, se você já engravidou anteriormente e sofreu com azia, isso pode se repetir nas próximas gestações, já que seu corpo tende a reagir de tal maneira durante a gestação.
  • Quantidade de partos: as mulheres que já tiverem uma maior quantidade de partos anteriormente tendem a ter uma maior possibilidade de ter azia durante a gestação.
azia gestante
As alterações do corpo são as principais causas da azia

Como Prevenir?

Como a azia costuma ser algo frequente entre as gestantes, uma boa maneira de não sofrer com tal incômodo é adotar medidas de prevenção, evitando que a azia não venha a acontecer.

Como medidas para prevenir a azia na gravidez, vale:

  • Evitar alimentos gordurosos: como o estômago passa a ficar com a digestão mais lenta, uma boa dica para evitar sintomas como queimação, é evitar os alimentos muito gordurosos como frituras, laticínios com alto índice de gordura (queijos, leite integral, etc), chocolate, entre outros pratos e guloseimas ricos em gordura.
  • Evitar determinados alimentos: alguns alimentos tendem a causar maior queimação estomacal, sendo assim evitar tais alimentos é uma boa alternativa. Entre os alimentos que devem ser evitados estão café, frutas e sucos ácidos, bebidas alcoólicas, refrigerantes e bebidas gaseificadas.
  • Diminuir o volume das refeições: como o estômago fica mais lento no processo de digestão, o ideal é comer um pouquinho por vez, e evitar pratos muito generosos. Sendo assim, a melhor opção é comer um pouquinho por vez e com mais frequência.
  • Mastigar bem: para dar uma ajudinha ao estômago, durante as refeições mastigue bem os alimentos de modo a triturar bem e tornar o processo de digestão mais fácil.
  • Não deitar seguido de refeições: é comum que as gestantes sintam mais sono e principalmente depois das refeições, quando o soninho costuma bater mesmo, mas para evitar azia na gravidez, o melhor é não deitar-se depois da alimentação, já que isso dificulta o processo de digestão e pode causar mais refluxo.
  • Não beber líquidos durante as refeições: a hidratação é importantíssima, mas durante as refeições o excesso de líquidos pode distender mais o estômago e atrapalhar na digestão, ocasionando a queimação estomacal.
  • Deitar-se em posição semi-sentada: se você já esperou por algum tempo para fazer a digestão, mas a queimação insiste em aparecer na hora de deitar-se, o ideal é colocar algumas almofadas para que você fique em posição semi-sentada, evitando que os ácidos estomacais subam pelo esôfago ao deitar-se.

como prevenir

Quais Remédios Indicados?

Se você já seguiu todas as orientações anteriores para evitar a azia na gravidez, mas a queimação insiste em aparecer, alguns remédios podem ajudar a aliviar esse desconforto.

Entre os remédios mais indicados pelos médicos para sanar a sensação de queimação, estão os remédios a base de magnésio ou cálcio, como pastilhas de Magnésia Bisurada, leite de magnésia ou a medicação com Mylanta Plus.

Vale lembrar que apenas elencamos o que é mais indicado pelos médicos, mas se a sensação de queimação aparecer, o ideal é informar o médico que está acompanhando a gestação para que ele receite o que é mais adequado para você. E nada de se auto medicar heim!?

remédios
Não tome nenhum remédio sem orientação médica

Como Aliviar Azia na Gravidez

Se você já está sentindo o incômodo da queimação  e quer evitar o uso de remédios, vale adotar algumas receitas caseiras para aliviar esse incômodo.

Entre as dicas caseiras para aliviar a azia na gravidez, vale comer 1 maçã com casca ou um biscoito de água e sal, o que ajuda a empurrar novamente os líquidos estomacais para o estômago, e assim evitar a sensação de queimação.

como aliviar

Quando a Azia na Gravidez Passa?

É constante a dúvida de até quando vai a azia na gravidez, e a má notícia é que esse incômodo tente a aumentar ao final da gestação, sendo assim o mal estar costuma acompanhar a gestante até o nascimento do bebê.

Após o parto o corpo vai voltando ao normal, já que o útero vai voltando a seu tamanho normal e deixa de comprimir o estômago, e isso faz com que o incômodo da azia na gestação cesse.

dicas

 

Agora que você já entendeu o porque dessa queimação acontecer, é hora de cuidar da alimentação e seguir as dicas do post para evitar tal incômodo.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.