Pai de Primeira Viagem – 10 Dicas que Todos os Pais Deveriam Saber!

Ser um pai de primeira viagem significa desbravar muitos mundos desconhecidos. São tantas novidades que fica difícil até condensar todas as dúvidas, afinal, a rotina fica intensa de uma hora para a outra.

Há quem diga que enquanto as mulheres se tornam mães logo na gestação, os homens só sentem que são verdadeiramente pais somente quando veem seu bebê ou ainda meses depois do parto, conforme forem aprendendo a vivenciar esse novo amor.

No entanto, é preciso quebrar esse paradigma. Isso por que cada pessoa é diferente uma da outra, não há um padrão e nem mesmo uma certeza científica justificando esses comportamentos.

Pai de primeira viagem

A “ficha” pode demorar para cair tanto para mães quanto para pais, assim como como ambos podem ter total noção de responsabilidade e amor sobre o bebê que está chegando imediatamente. Ou seja, tudo depende.

Sendo assim, há papais que podem apresentar comportamentos surpreendentes, desde a preocupação com sua companheira na gravidez, até o primeiro momento em que virem seu rebento. Não podemos nos esquecer também dos casais que optam pela adoção – a surpresa da paternidade é a mesma – e os casais homo afetivos – neste caso, serão dois papais cheios de amor para dar e, talvez, com muitas dúvidas.

Pai de primeira viagem

Vamos então descobrir algumas dicas para pai de primeira viagem? Elaboramos um post completo para desvendar os principais questionamentos. Ele é excelente para ajudar homens que estão à espera de um bebê ou já vivem a paternidade a todo o vapor. Acompanhe!

10 Dicas para Pai de Primeira Viagem

Não há dúvidas: todo mundo tem uma opinião sobre educação e cuidado com os filhos. Mamães e papais vão sempre ouvir da avó, tia, irmã alguma sugestão de como fazer isso ou aquilo. Isso é bem comum de ocorrer.

Mas é preciso ponderar todas as recomendações e ter ciência de como cada um quer agir. Pois nem toda dica, mesmo que seja dada com boa intenção, servirá para o seu estilo de vida e combinará com o que você acredita.

Para isso, vale a pena enriquecer seu conhecimento antes e depois do nascimento / da adoção de seu primeiro filho. Podem ser ajudas familiares ou então conteúdos que você busca em livros e blogs como este aqui!

Qualquer tipo de material é bem-vindo para que você possa saber sobre as tendências, os métodos mais clássicos e os modernos, dicas de especialistas, etc.

Imagens com pais e seus filhos

A ideia é que o papai faça uma apanhado geral de tudo o que ele ler, ouvir e estudar para tirar suas próprias concepções. Assim ficará muito mais munido de soluções para levar a paternidade do primogênito com um pouco mais de leveza. Não dizemos que será fácil! Mas certamente vai dar um alívio saber certas praticidades nessa jornada 🙂

Vamos começar a falar das dicas sobre como os futuros papais podem atuar durante a gestação. Conheça!

1 – Entenda a importância da figura de pai

O primeiro passo para o futuro papai é compreender qual é a importância da figura paterna em uma família e para o bebê.

A saber, ficou no passado aquele esteriótipo dos pais que são somente os provedores do dinheiro, chefes da família por trabalharem fora. Atualmente, a figura dos pais é enxergada de uma forma muito mais integrada. Ela surge com participação plena desde a descoberta da gravidez até a educação dos filhos em todos os âmbitos.

Pais com seus bebês

Entender o seu papel enquanto pai, de primeira viagem ou não, é essencial para ter uma boa relação com a parceira, com os filhos e, pasme, consigo mesmo. Afinal, você sabendo o que precisa fazer, quando precisa intervir ou não, etc., vai ajudar muito a deixar seu dia a dia mais dinâmico e sem culpa.

Durante a gestação você perceberá que é apenas um coadjuvante nessa empreitada. A mamãe estará envolvida com esse novo amor, cheia de expectativas, planos, preparativos e cuidados com a saúde dela e do bebê. Você poderá ficar um pouco de lado e isso é super normal – é bacana entender isso para não fazer cobranças inapropriadas à mulher.

Dessa forma, na gestação, o seu papel será de auxiliar a futura mamãe quando necessitar, estar disponível para ajudar, ouvir, aconselhar, acompanhar, etc. Também é indicado se inteirar o máximo que puder sobre gestação, maternidade e, claro, sobre bebês e paternidade! Assim você inicia esse processo maravilhoso com o pé direito.

Pais cuidando de seus filhos

2 – Ofereça suporte emocional para a mamãe

Como falamos anteriormente, a fase da gestação pede um futuro papai que esteja disponível. Essa disposição muitas vezes é para apoiar, entender e ouvir a mulher. Ela passa por um turbilhão de emoções e alterações hormonais, tendo picos de mudança de humor.

Vale lembrar que cada mulher requer um tipo de cuidado e atenção, age conforme sua personalidade e não vai agir de forma padronizada assim como outras grávidas. Então não espere agir de modo mecânico com sua companheira, ouça o que ela tem a dizer e entender os anseios dela.

Muitas vezes, por exemplo, a mulher pode ficar estressada ou de uma hora para a outra e o que você pode fazer é dar um tempo para que ela se acalme. Também não faça cobranças desnecessárias. Ela também pode ter crises de choro que nem sempre conseguirá justificar. Somente dê um abraço e carinho que tudo ficará bem!

marido e mulher grávida

3 – Acompanhe a gestação lado a lado

Um quesito importante também é estar por dentro das fases gestacionais de sua companheira. Uma boa dica é acompanhá-la no pré-natal sempre que puder. Sabemos que a rotina de trabalho não é fácil e muitas vezes pode ser impossível ir numa consulta quarta-feira às duas da tarde.

Mas vocês dois podem tentar marcar em um dia que seja possível para ambos, não atrapalhando os afazeres. Assim o papai pode ver o bebê através do ultrassom, saber os detalhes da gravidez, receber também as orientações dos médicos, etc.

Fazendo isso você poderá ajudar sua companheira ainda mais e receber o bebê de forma mais preparada.

Casal grávido com ultrassom

4 – Esteja preparado para o dia do parto

Essa é uma questão que atinge muitos casais. A gravidez ocorre normalmente, não há grandes surpresas. Mas no dia fatídico, na hora de trazer o bebê ao mundo, muitos homens simplesmente entram em desespero.

Seja parto normal, humanizado ou cesárea, os homens podem apresentar sinais físicos como tremedeira, náuseas e até dor de barriga. Também podem ficar ansiosos, nervosos e ter crises de choro. Tudo isso por que não se prepararam para esse momento tão emocionante e intenso.

É importante dizer que as mulheres precisam ter companheiros fortes ao seu lado no dia do parto. Há situações em que o parto demora horas a fio. E calma, assim como paciência são o melhor remédio tanto para a mamãe quanto para o papai.

Esteja ao lado de sua parceira, esse é o ponto crucial. E caso ela precise, diga palavras de apoio e carinho, mostre a ela que está calmo e de corpo inteiro esperando o filho de vocês.

Não fique cobrando que ela faça mais ou menos força, não grite ou fique falando para ela ficar calma. Isso pode deixá-la ainda mais nervosa, rsrs. Somente aja com tranquilidade que ela irá notar esse comportamento.

Pai com ultrassom

Depois da gestação e do parto vem aos braços da mamãe e do papai o bebê. Em meio ao turbilhão de emoções há coisas práticas a serem feitas, que estão envolvidas nas principais reclamações das parceiras.

Então é bacana que o papai saiba qual é o seu papel não só em relação ao bebê, mas a sua companheira, à casa e à família de modo geral. Veja dicas!

5 – Pai não ajuda, pai faz o que tem que fazer

É isso mesmo. Já foi-se o mito de que o pai deve “ajudar” a mulher nos cuidados com o bebê. Hoje está mais do que provado para a sociedade que o homem, enquanto pai, pode fazer sua parte sem estar no papel de um simples auxiliar. Afinal, ele tem responsabilidade sobre a criança tanto quanto a mãe e precisa fazer sua parte.

Sendo assim, não espere sua companheira pedir que faça algo. O mais bacana é vocês dividirem as tarefas quando o bebê nascer ou até mesmo antes, durante a gestação. Estabeleçam o que cada um pode fazer dentro das possibilidades.

Por exemplo, quanto ao bebê:

  • Caso a mamãe vá amamentar, você pode fazer o bebê arrotar. Se o leite for artificial desde o início, já sabe o que fazer: preparar e dar ao bebê podem ser suas tarefas também.
  • Você viu que o bebê fez cocô? Se não há impedimentos, por que pedir para a parceira trocá-lo? Vá lá e faça o serviço.
  • É madrugada e o bebê está chorando. Mesmo que seja fome e a mamãe vá amamentar, você pode ter um gesto de carinho se levantando primeiro e pegando o bebê para acalmá-lo e entregá-lo a ela.

São atitudes simples, mas que vão demonstrar que você é um pai presente, preocupado e que está “nessa” junto com sua companheira.

Pais e seus filhos pequenos

6 – Dividam as tarefas domésticas

Tudo é uma questão de combinar e dialogar. Falamos anteriormente que o casal pode dividir as tarefas até mesmo durante a gestação. Nesse caso, você podem prever como cada um poderá contribuir para a rotina da casa.

Assumir a paternidade requer esforços também na organização do lar. Afinal, cuidar de um bebê suja roupa, louça, o ambiente… E além disso, a vida da família continua, necessitando de compras no mercado, na farmácia, pagamento de contas, etc.

Levando em consideração os cuidados com os bebê, tenha em mente todo o resto que deverá ser feito. Caso não tenham uma empregada doméstica, vale a pena fazer a divisão dentro da realidade de cada um. Não é saudável deixar tudo concentrado em uma só pessoa.

Pai dando papinha para bebê

7 – Não é preciso ter ciúmes

A relação entre mãe e filho é alimentada desde a gestação. O laço que se cria entre a mamãe e o bebê é inigualável e muitas vezes isso pode ser sentido negativamente pelo pai de primeira viagem.

Saiba que não é preciso ter ciúmes da mamãe ou do bebê, querendo chamar a atenção de um ou do outro. Entenda que você continua tendo espaço no coração de sua esposa / namorada, mas que agora esse amor se estendeu para uma nova vida. Também tenha em mente que você é muito importante na vida de seu filho e essa retribuição de afeto virá com o tempo.

O importante é valorizar esse novo relacionamento, tentando fazer coisas juntos sempre que possível. Além disso, tente dar espaço para a mamãe ficar a sós com o bebê e explique a ela que você também precisa desse tempinho com ele.

família com bebê

8 – Faça algumas mudanças na vida social

Por incrível que pareça é super possível manter a vida social após ter um filho. O pai de primeira viagem só precisa entender que a vida não será como antes, algumas coisas deverão mudar para o bem da família.

Quando o bebê nasce as responsabilidades crescem. Não só as mais básicas, como os cuidados com saúde, educação, mas também as financeiras e afetivas.

Então aquela viagem de 5 dias com os amigos para a praia ou então o happy hour toda sexta-feira com o pessoal do trabalho precisarão ser repensados. Além de dispor de muito tempo longe de casa (e de sua família) você precisa ter um orçamento bem robusto pra ter todos esses programas. Mesmo que tenha, é sempre bom pensar em um equilíbrio para estar sempre presente.

Também não é indicado que as festas em casa continuem com a mesma frequência e na mesma intensidade do que quando só eram vocês dois. Agora com o bebê, a sugestão é que os encontros tenham menos pessoas, nem muito barulho e bagunça. Priorize a paz de seu filho e dê bons exemplos desde cedo.

Uma boa dica é o casal estabelecer dias para encontrar os amigos, tanto a mulher quanto o homem. Podem ser programas solos ou em casal, uma reunião com curta duração em casa, uma viagem curta, tudo dentro da realidade de vocês e do possível.

Pai e mãe dormindo com bebê

9 – Tenha paciência com os familiares, principalmente com a sogra

Quando um bebê nasce na família fica todo mundo mais unido, isso é fato. Naturalmente, as mamães do casal vão querer fazer muito mais visitas e ajudar de alguma forma, tanto dando conselhos como botar a mão na massa.

Cabe a vocês decidir o quanto de ajuda necessitam, mas é muito importante ter paciência com essas atitudes, afinal, elas só querem fornecer um pouco de sua experiência.

Ouçam os conselhos com atenção e agradeçam à preocupação. Mesmo que não sigam o que dizem, se mostre paciente e educado.

A presença física da sogra constante também pode afetar, de acordo com o tipo de relacionamento que o papai de primeira viagem tem com ela. Mas procure entender que sua esposa possa estar precisando do apoio materno nessa fase inicial da maternidade.

família toda com bebê

10 – Incentive sua companheira a “viver” além da maternidade

É muito comum que as mamães vivam intensamente a maternidade desde que descobrem a gravidez. Quando o bebê nasce então, chegam a esquecer que tem suas próprias vidas.

Sendo assim, como marido e agora pai de primeira viagem, você pode ajuda ela a perceber que é bom cuidar de si mesma às vezes.

Outros exemplos: ter tempo para resolver seus problemas, descansar, ir ao cabeleireiro, ao shopping, fazer atividades físicas ou simplesmente tomar um banho relaxante. O papai pode ser a pessoa ideal para dar esse toque para ela, principalmente cuidando do bebê integralmente quando ela for fazer outras coisas.

Também é uma ótima brecha para falar sobre programas em casal, que na maioria das vezes ficam escassos após o nascimento de um bebê. Combinem uma data semanal para fazerem algo juntos, só vocês dois, ou de acordo com a agenda de cada um. Pode ser um almoço, um jantar, um cinema, enfim…

marido e mulher com bebê

Frases, Poemas e Mensagens

Se você é pai de primeira viagem e quer se inspirar ainda mais com esse momento bonito ou conhece algum homem que está esperando pelo primeiro filho, pode aproveitar frases, poemas e mensagens surpreendentes.

Selecionamos algumas bem inspiradoras e que podem emocionar papais e famílias inteiras. Veja só:

frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais frases e mensagens para pais


E então, o que achou de nossas dicas para pai de primeira viagem? Esperamos que tenha gostado do post e vivencie essa fase da vida com total entrega e responsabilidade.

Aproveite para ler também:

Os 20 Principais Cuidados com Recém-Nascidos &  Dicas Super Valiosas!

Viajar com Crianças – Tudo o que Você Precisa Saber Antes da Viagem!

14 Dúvidas Mais Frequentes Sobre a Licença-Maternidade Explicadas!

Diário de Gravidez – 29 Modelos Lindos & Dicas para Fazer o Seu!

Volte mais vezes para conferir outros conteúdos. Até uma próxima!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.