Gravidez Psicológica: Guia COMPLETO – Sintomas, Como Evitar e Tratar!

A gravidez psicológica é assunto bastante conhecido, mas a verdade é que muitas vezes o assunto só tem abordagem superficial e torna-se menos comum o assunto se estender para o que de fato é a pseudociese e quais os tratamentos existentes para esse tipo de problema emocional.

E não vamos confundir a real gravidez com um problema, mas sim a gravidez psicológica, que pode trazer alterações ao corpo e humor feminino, mas sem estar realmente formando um feto. Então, por isso, que a pseudociese se torna um problema emocional.

E se você quer sair dessa escala de tratar o assunto apenas de forma superficial, o post traz tudo sobre o assunto e responde a dúvidas constantes sobre a gravidez de caráter emocional.dicas

 

O que é Gravidez Psicológica?

A palavra pseudociese, pseudo = falso / kyesis = gravidez, é o nome dado a essa alteração que o corpo feminino pode passar.

A palavra que tem como significado uma falsa gravidez, não quer dizer que é uma mentira inventada pelas mulheres.

E antes de irmos para o que de fato é a pseudociese, vamos deixar bem claro que gravidez psicológica é um estado de alteração hormonal e psicológica, que pode trazer a ideia de uma gravidez, e apesar de não ser real, não deve ser tratada como um problema psiquico e jamais como uma mentira ou invenção.

Dito isto, vamos explicar o que realmente é a gravidez psicológica.

A falsa gravidez tem origem psicológica, ou seja, é algo que surge a partir do emocional, influenciando assim a parte fisiológica que pode passar a influenciar características hormonais, como ausência de menstruação e até enjoos, causando assim a sensação de gravidez.

A alteração fisiológica que o corpo pode sofrer é o que mais caracteriza a confirmação de uma gravidez, mas isso tudo está relacionado a uma insistência por parte do emocional, que enfatiza a gravidez e leva a sentir os sintomas de uma real gestação.

Em síntese, a gravidez psicológica é um estado que leva a mulher a acreditar numa gravidez que não tem base fisiológica, como fecundação e concepção.

O quadro atinge em média 1 a cada 22 mil mulheres, ou seja, não é um fato tão recorrente.

Principais Sintomas

A não gravidez que tem caráter emocional e com o estímulo da hipófise, parte do cérebro que faz a liberação dos hormônios, acontece a sensação de alterações corporais que são características de uma real gestação, onde há a concepção e formação de um feto.

sintomas

Entre os sintomas comuns na gestação psicológica estão:

 

  • Interrupção da menstruação: esse é um dos sintomas mais comuns e que muitas vezes é a causa do início de uma pseudociese. A ausência de menstruação pode ser influenciada por diversos outros fatores, inclusive pela parte emocional.
  • Enjoos
  • Aumento do volume abdominal / crescimento da barriga
  • Aumento no tamanho dos seios 
  • Escurecimento das auréolas dos seios
  • Sonolência
  • Desejos alimentares
  • Sensação do feto se mexendo
  • Produção de leite materno
  • Alteração de humor

 

Ah, mas vale lembrar que não é preciso ter todos os sintomas para a caracterização de uma pseudociese, e alguns dos sintomas já podem indicar que é preciso buscar por ajuda profissional.

Quem Pode Desenvolver a Gravidez Psicológica?

Qualquer mulher pode estar sujeita a sofrer de pseudociese, mas alguns grupos apresentam maior probabilidade, como:

  • Mulheres que tentam evitar a gravidez: as mulheres que evitam a gravidez, como adolescentes, e ficam mais “encanadas” com a ideia de uma possível gravidez estão sujeitas a uma pseudociese, que pode ter início a partir de uma menstruação atrasada.
  • Mulheres que buscam a gravidez: no caso das mulheres que estão mais destinadas a engravidar ou enfrentam problemas de infertilidade, é que comum que essas fiquem tão obsessivas pelo desejo de uma gestação que podem desenvolver distúrbios que a levem a acreditar numa gestação psicológica. Isso ocorre por conta do alto desejo de ter uma gravidez.
  • Intensa pressão familiar: muitas vezes a pressão de engravidar não surge apenas da mulher, mas dos familiares, e essa pressão pode levar aos sintomas que indicam uma gravidez, mas neste caso, não há uma gestação real.
  • Insegurança no relacionamento: muitas mulheres veem a gravidez como uma maneira de manter o relacionamento, e esse é um grande erro, afinal todo mundo sabe que “filho não segura marido”. Essa insegurança de abandono no relacionamento pode gerar o desejo de ter um filho, e mesmo que a fecundação de fato não ocorra, muitas mulheres sentem os sintomas da gravidez.

dicas e tratamentos

  • Tendência a distúrbios psíquicos: as mulheres que já enfrentaram distúrbios psíquicos ou com maior tendência a desenvolver tais distúrbios, podem ter maior chance de enfrentar uma gravidez psicológica. Isso porque o cérebro já passa por uma tendência maior de desenvolvimentos de distúrbios e alterações hormonais, podendo estar mais condicionado a enfrentar um novo problema mental.
  • Mulheres que sofreram abuso sexual: o trauma de um abuso sexual pode causar diversos problemas a vida da mulher, e um deles é probabilidade de enfrentar mais distúrbios, sendo um deles a falsa gravidez, que pode acontecer pelo fragilidade que tais mulheres desenvolvem diante da lembrança do abuso sofrido.

 

Exames e Diagnósticos

Em qualquer gravidez, seja ela real ou não, é necessária a realização de exames para confirmação da gestação e início do pré-natal.

Então, se você acha que está desenvolvendo uma pseudociese, a primeira dica é fazer um teste de gravidez de farmácia. No entanto, essa não é a maneira mais eficaz, até mesmo porque o teste pode apontar o resultado errado, mesmo que essa chance seja baixa.

exame e diagnóstico

A melhor maneira de diagnosticar uma gestação psicológica é através de um exame de sangue Beta HCG, que  mede a presença do hormônio gonadotrofina coriônica humana  no sangue da mulher.

Outro exame indicado para a confirmação e diagnóstico de uma gravidez psicológica é a ultrassonografia, que mostra a ausência de um feto no útero, ou seja, mostra que não há a formação de um bebê e assim indica que realmente não há uma gravidez, mesmo diante de sintomas comuns durante a gestação.

informações sobre pseudociese
A ultrassonografia ajuda a identificar não gestação

Tratamentos

As mulheres que enfrentam problemas como a gestação psicológica precisam buscar tratamento para enfrentar esse distúrbio.

Em muitos casos os exames que apontam a gravidez psicológica, como o beta HCG e ultrassonografia, são essenciais para interromper os sintomas e assim dar fim ao distúrbio, mas muitas mulheres podem continuar tendo sintomas e até sofrer com a não gravidez, por isso é indicado o auxílio psíquico nesse momento.

Os profissionais da área da saúde, como psicólogos e psiquiatras, são muito indicados para acompanhar a paciente tratando a alteração mental.

Além de consultas, algumas pacientes também precisam recorrer a tratamentos com medicamentos, como anti-depressivos, pilulas anticoncepcionais para regular a menstruação e até mesmo remédios que interrompam a produção de leite, neste caso para as mulheres que começaram a produzir leite mesmo sem estarem grávidas.

O tratamento varia de acordo com cada paciente, assim como seu tempo de duração, mas um grande auxílio para superar essa fase é o envolvimento da família e amigos dando suporte para a paciente.

 

É Possível Evitar a Pseudociese?

Não há uma mágica para evitar a pseudociese, afinal qualquer mulher está propensa a desenvolver tal distúrbio, porém há maneiras de prevenir que isso possa acontecer.

O termo “gravidez fantasma” também costuma ser usado

Entre as maneiras mais eficazes, uma delas é o acompanhamento psíquico, afinal é preciso cuidar da mente também.

Não é preciso já ter desenvolvido qualquer distúrbio para procurar por atendimento psíquico, mas se você enfrenta problemas como a dificuldade de engravidar, medo de engravidar, tenha sofrido abuso ou aponta qualquer um dos requisitos de mulheres que tenham mais possibilidade de desenvolver pseudociese, é bom ter acompanhamento profissional, de modo a evitar a possibilidade de uma gestação psicológica.

 

A Pseudociese Pode Levar a Mulher a Trabalho de Parto?

Em casos mais raros a mulher pode se achar grávida durante os 9 meses de gestação e descobrir a gravidez psicológica apenas no momento do parto.

Isso acontece em casos em que a mulher não faz acompanhamento médico e por isso continua com a fixação de que realmente está gerando um bebê.

Como houve alterações hormonais por conta do emocional influenciar a hipófise, a mulher passa a sentir as dores do parto, mas ao chegar no hospital descobre que não há de fato uma gravidez ou um bebê nascendo.

Esses casos envolvem ainda cautela, pois a mulher desenvolveu a pseudociese por muito tempo, precisando assim de acompanhamento médico e intervenção psicológica e/ ou psiquiátrica para superar o momento.

 

Homens Podem Desenvolver Gravidez Psicológica?

Sim!

Por mais maluco que possa parecer, os homens podem sentir-se grávidos também, e essa não é só uma frase “estamos grávidos”, mas sim alterações hormonais que podem ocorrer no corpo masculino, gerando a sensação de uma gravidez, que no caso é inexistente.

No caso dos homens, essa falsa gestação recebe o nome de Síndrome de Covaude ou Gravidez Simpática, que é um conjunto de sintomas parecidos com os que as mulheres sentem – enjoos, desejos, ganho de peso, crises de choro ou até mesmo depressão.

Esses sintomas costumam ocorrer em homens que acompanham a gestação com muita proximidade, como pais de primeira viagem, que passam a compartilhar de alguns sintomas sentidos pelas mulheres que estão a espera do primeiro filho.

gravidez masculina

Agora que você já conhece mais sobre o assunto, já pode tornar as abordagens mais substanciais e até procurar tratamento caso se enquadre no caso.


buy levitra buy levitra online