Exame de Sexagem Fetal – O que é, Como Funciona & Dúvidas Frequentes!

Descobrir a gravidez é um momento mágico, mas depois dessa fase começa a surgir uma certa curiosidade se é menino ou menina, até mesmo porque isso facilita na hora de organizar o enxoval e o quartinho do baby. E se você é do tipo que não quer esperar 4 meses ou mais para ver o sexo através de exames de ultrassom, uma solução mais rápida é fazer um exame de sexagem fetal.

O exame de sexagem fetal já é bastante utilizado, e com certeza você já viu muitas famosas anunciando a gravidez bem no início e já falando o sexo da criança.  Isso só é possível por conta desse exame que pode ser feito no primeiro trimestre da gestação.

E se você não quer esperar muito, e quer algo mais eficaz para descobrir o sexo do bebê, a sexagem fetal não é uma alternativa só para as famosas não; por isso hoje o post responde a todas as dúvidas sobre esse tipo de exame.

veja o que é

O que é o Exame de Sexagem Fetal? Para que Serve?

O exame é uma alternativa para casais ansiosos que querem descobrir o sexo do bebê o quanto antes e assim começar os preparativos para a chegada do baby, como a organização do enxoval de menino ou de menina, preparação do quartinho e até mesmo a escolha do nome do bebê.

O exame de sexagem fetal é diferente do exame tradicional para ver o sexo do bebê, que geralmente é realizado através de uma ultrassonografia.

tipos exames descobrir sexo do bebê
O exame de sexagem difere-se da ultrassonografia

 

No caso da sexagem fetal, o exame é feito a partir da coleta de sangue da mãe, que apresenta resquícios do DNA do bebê e assim permite descobrir o sexo da criança ainda no início da gestação.

 

Quando é Possível Realizar o Exame?

O exame de sexagem fetal é uma alternativa mais rápida para descobrir qual o sexo do bebê que o exame através do ultrassom.

No caso do exame de ultrassom, o tempo para ver o sexo é a partir da 17ª semana de gestação, ou seja, depois dos 4 primeiros meses.

Já o exame de sexagem fetal pode ser feito com aproximadamente 8 semanas de gravidez (2 meses de gestação), período em que o exame apresenta maiores índices de confiabilidade, chegando a quase 100%.

quando fazer o exame

 

O Resultado é Confíável? 

Para os exames feitos a partir da 8ª semana de gestação o resultado é bastante confiável e bem próximo de 100%, só não em casos de gravidez de gêmeos bivitelinos.

Para ver a confiabilidade do exame, vamos a uma tabelinha com os índices:

Índice de confiabilidade da sexagem fetal
Período da Gravidez Sexo Feminino Sexo Masculino
< 8 semanas 74% >  99 %
> ou = que 8 semanas 99% >  99 %

 

Como é Feito?

Antes de entender como é feito o exame de sexagem fetal, é preciso voltar um pouquinho às aulas de biologia e lembrar da parte genética e dos cromossomos X e Y.

Quando estudamos em biologia, vimos que as mulheres apresentam a combinação de cromossomos XX e os homens XY. Essa combinação somática de cromossomos é o que permite averiguar o sexo.

Visto esse pequeno lembrete, vamos ao que interessa – como é feito o exame e como é possível ver o sexo do feto.

O exame é feito através da coleta de sangue da mãe (aproximadamente 20 ml), que possui DNA do feto transferido através da placenta.

De início, sabe-se que a mulher é uma combinação de dois cromossomos XX, e isso é possível de ver no exame de sangue, pois só a presença de X no sangue feminino.

Como o sangue materno só apresenta X, caso a coleta de apresente algum cromossomo Y, é sinal de que o feto é um menininho; e caso a gravidez esteja confirmada, mas não há indícios de cromossomo Y, o resultado será sempre X e a indicação é de uma menininha.

resultado exame
O resultado do exame aponta presença do cromossomo Y

 

Para a gravidez de gêmeos, o exame também é válido e principalmente, no caso de gêmeos idênticos.

Para gêmeos univitelinos, ou seja, gêmeos idênticos, o sexo será o mesmo, então o exame é feito da mesma maneira – encontrou um Y no sangue da mãe, é sinal de que há dois menininhos a caminho. No caso, da ausência de cromossomo Y, confirma-se a gravidez de duas irmãzinhas.

Já o exame para gêmeos bivitelineos, pode não ser tão certeiro. Isso acontece pois a presença de cromossomo Y no sangue da mãe pode apontar para a presença de um feto masculino, mas não distingue se são dois menininhos ou apenas um.  A única confirmação certeira para gêmeos não idênticos é no caso de meninas, em que há ausência de cromossomos Y, ou seja, o sangue da mãe só aponta o cromossomo X, e isso quer dizer que há duas meninas na gestação.

gravidez gêmeos

 

A coleta de sangue da mãe para o a sexagem fetal é um exame não invasivo e que pode ser feito por qualquer gestante, sem a necessidade de estar em jejum, pois não avalia nenhum outro critério a não ser os cromossomos presentes na amostra.

 

Em Quanto Tempo Sai o Resultado?

O exame apesar de ser uma solução antecipada do sexo do bebê, não aponta o resultado na hora.

A coleta do sangue da mãe é feita e o laboratório vai realizar uma amostra no sangue para identificar a presença dos cromossomos, por isso, não é possível ter um resultado imediato.

O resultado do exame demora em média 5 dias para ficar pronto, mas isso vai depender de cada laboratório.

 

Pode ser Feita Sem Pedido Médico?

Sim!

O exame não faz parte dos exames de pré-natal e pode ser feito sem a indicação ou prescrição médica, afinal é apenas um exame extra em que a mulher pode descobrir o sexo do bebê antes do tempo previsto no exame de ultrassom.

 

Existe a Chance de Receber um Resultado Inconclusivo?

Em alguns casos é possível sim, e o resultado inconclusivo pode aparecer em 5% dos exames de sexagem fetal.

Entre as possibilidades de resultados inconclusivos, estão as possíveis causas:

 

  • Gravidez de gêmeos bivitelinos

Isso acontece, pois a gravidez é formada por dois espermatozoides com cargas genéticas diferentes e cada bebê pode ser de um sexo.

Levando em consideração a gravidez de múltiplos, o resultado só é conclusivo no caso de bebês meninas, pois há ausência de cromossomo Y, e assim conclui-se que todos os bebezinho da gravidez de múltiplos são meninas.

Caso apareça um cromossomo Y na gestação de gêmeos bivitelineos, só é possível identificar que há um menino, mas não há a confirmação se é apenas um dos bebês ou mais.

 

  • Início da gestação

Após a confirmação da gravidez pode haver a curiosidade de saber o sexo do feto, mas o exame realizado até a 7ª semana de gestação pode não conter todas as características genéticas necessárias, e por isso pode apresentar resultado falho.

O ideal é que o exame seja repetido ou feito após a 8ª semana de gravidez.

 

  • Mulheres que já receberam transfusões de sangue ou transplante de órgãos

No caso de mulheres que já receberam transfusão de sangue ou doação de algum órgão, o exame de sexagem fetal não é indicado e pode até apontar resultados errados.

Esse erro pode acontecer por conta do doador ser homem, e assim, o plasma da mulher pode ter indícios de cromossomo Y, e isso pode interferir no resultado do exame para averiguar o sexo do bebê.

 

  • Baixo índice de DNA fetal

Como o exame é feito a partir do sangue da mãe e da quantidade de DNA fetal presente nesse sangue, algumas mulheres podem apresentar menor índice de DNA do bebê no sangue, o que dificulta o exame e pode deixar o resultado inconclusivo.

 

O Exame Vale Como Confirmação de Gravidez?

Não!

O exame de sexagem não define uma gravidez, isso porque o exame só averigua o DNA encontrado no plasma da mãe, e no caso de gravidez de menina os cromossomos são os mesmos da mãe. Sendo assim, se uma mulher que não estiver grávida fizer o exame, o resultado será de uma gravidez de menina.

Por isso, o exame só é indicado após a confirmação da gravidez, e preferencialmente, depois de 2 meses de gestação.

 

Gestações Anteriores Mudam o Resultado do Exame?

Não!

Apesar do DNA do feto ir para o plasma do sangue da mãe, logo após a gestação essa informação genética é eliminada, sendo assim, a sexagem fetal pode ser feita com eficácia nas próximas gestações.

 

Vantagens e Desvantagens do Exame

Se você está na dúvida se deve realizar ou não o exame de sexagem fetal, separamos alguns pontos prós e contras sobre esse tipo de exame:

vantagens e desvantagens

Vantagens

  • Antecipar a descoberta do sexo: esse é um dos principais motivos da realização desse exame, afinal com ele é possível descobrir o sexo do bebê ainda no primeiro trimestre da gestação, e sem esperar pelo ultrassom, que revela o sexo a partir do 4º mês, isso se o bebezinho estiver numa posição que permita averiguar com o sexo.
  • Decisão do nome do bebê: para os papais que já querem conversar com o bebê chamando-o pelo nominho, o exame antecipado ajuda nisso, afinal dá para decidir o nome logo no início da gestação.
  • Organização do quartinho e enxoval: é comum que as compras do enxoval e a decoração do quartinho sejam baseadas numa escala de cor e até num tema, por isso, a definição do sexo ajuda nessa etapa de preparação para a chegada do bebê e com mais tempo para o processo.
vantagens
O exame pode ajudar a definir a decoração do quartinho e ter mais tempo para o planejamento

enxoval bebê

  • Chá de revelação: com o sexo já definido no início da gestação, vale aproveitar o resultado do exame para programar um chá de revelação, assim os amigos e familiares podem compartilhar da notícia.

 

Desvantagens

  • Custo: a principal desvantagem do exame para descobrir o sexo do bebê antecipadamente é que é um custo a mais durante a gestação, afinal são raros os planos de saúde que cobrem esse tipo de exame, já que não faz parte dos exames pedidos durante o pré-natal.

 

Quanto Custa? Preços Estimados

O custo médio do exame de sexagem fetal pode variar bastante de acordo com cada laboratório, mas o preço varia de R$ 300 a R$ 500.

 

Agora que você já sabe o sexo do bebê desde o início da gestação, é hora de começar o enxoval e o quartinho.