Toxoplasmose na Gravidez – Riscos, Principais Causas & Como Evitar!

A toxoplasmose na gravidez é uma doença que assusta muitas gestantes, mas não há motivos para pânico. Embora seja uma doença complicada que pode levar a morte, a boa notícia que a probabilidade de ser infectada durante a gestação é muito baixa e tomando alguns cuidados básicos é possível se prevenir e evitar a contaminação.

Nesse post vamos abordar os principais tópicos sobre toxoplasmose na gravidez explicando o que é, os tipos, os sintomas, os meios de contaminação, os riscos e como evitar.

Sobre a Toxoplasmose na Gravidez

Não basta a oscilação dos hormônios, durante a gravidez temos que nos preocupar com muitas coisas para garantir a saúde do bebê. Entender o que é toxoplasmose na gravidez faz parte desses cuidados, principalmente por ser uma doença que pode ser evitada com algumas simples mudanças de hábitos.

Toxoplasmose na gravidez Toxoplasmose na gravidez

O que é?

A toxoplasmose é muito conhecida por ser “doença do gato”, mas na verdade os bichinhos não tem culpa e você vai entender um pouquinho mais sobre isso no decorrer desse post. Os gatos são hospedeiros do patógeno taxoplasmo gondii, protozoário responsável por causa a infecção, ou seja, são eles que transmitem a doença quando estão infectados.

Toxoplasmose na gravidez

Esse protozoário foi descoberto na Tunísia no ano de 1908, não é uma doença nova embora escutamos mais falar sobre ela agora. A princípio os pesquisadores acharam que esse protozoário também era causador da Leishmaniose, Nicolle & Manceaux que descobriu a diferença e batizou o protozoário cientificamente como Ctenodactylus gondii.

Toxoplasmose na gravidez

Infelizmente, há casos de toxoplasmose em todos os países do mundo, algumas regiões com mais ocorrência. Na América Latina a taxa varia entre 50% a 80% enquanto na Europa não passa de 60%.

Quais os Tipos de Toxoplasmose?

Quando falamos de tipos de toxoplasmose na verdade estamos falando de estágios da doenças e são apenas 3:

  • Toxoplasmose Aguda: É o estágio mais leve que afeta pessoas adultas saudáveis. Não apresenta nenhum sintoma e geralmente a pessoa não sabe que foi infectada.
  • Toxoplasmose Latente: Nessa fase começa a aparecer alguns sintomas. Justamente por não apresentar sintomas no início, a infecção continua evoluindo no organismo se a imunidade não estiver 100%. Nesse estágio a pessoa pode ter algumas alterações neurológicas.
  • Toxoplasmose cutânea: É o mais raro e acontece por uma lesão na pele. Geralmente, é uma lesão tão pequena que não é possível observar a olho nu.

Quais as Possíveis Causas?

O único agente é o Toxoplasma Gondii, capaz de infectar várias espécies de animais. Quando a pessoa ingere esse protozoário ele vai formando cistos dentro do organismo, podendo atingir qualquer parte do corpo, como coração e cérebro, por isso é importante tomar cuidado com essa doença. Atualmente sabemos que a transmissão pode acontecer por 6 formas diferentes, embora uma seja a mais comum:

  • Contato com fezes de gato infectado: Essa é a parte que explica que os gatinhos não tem culpa, primeiro que apenas 1% dos gatos são hospedeiros do patógeno, segundo que é necessário ingerir as fezes do gato contaminado para ser infectado. Isso pode ocorrer após limpar a caixinha de areia ou mesmo depois de trabalhar no jardim e não higienizar as mãos. Você pode por acidente colocar a mão suja na boca ou tocar um alimento.
  • Alimentos e água contaminados: A transmissão por alimentos acontece principalmente pela ingestão de carne mal passada ou crua, assim como alimentos não higienizados.
  • Vegetais e frutas: É sempre recomendado lavar as frutas e os vegetais antes de comer.
  • Utensílios contaminados: Um utensílio que foi usado na carne crua contaminada e depois é usado para fazer uma salada, por exemplo, pode ser considerado um meio de transmissão da toxoplasmose, embora não seja o mais comum.
  • Transmissão placentária: Aqui falamos da toxoplasmose na gravidez, quando a mão passa para o bebê.
  • Transfusão de sangue/ transplante de órgãos: Com toda a tecnologia e avanço da medicina isso é raro de acontecer, mas ainda acontece.

Quais os Principais Sintomas?

Os médicos acreditam que 90% das pessoas que foram infectadas com a toxoplasmose nem sabe que isso ocorreu, pois normalmente os sintomas são bem leves e facilmente confundidos com um resfriado ou com uma gripe.

O problema maior é justamente a toxoplasmose na gravidez, pois a mulher naturalmente está com a imunidade mais baixa e os sintomas são mais severos, podendo deixar sequelas e até levar a morte se não for diagnosticada e tratada logo no início.

Toxoplasmose na gravidez
Os gatos são animais injustiçados, pois a toxoplasmose é transmitida através da ingestão de fezes e não através do contato direto com os gatinhos.

Além da toxoplasmose na gravidez, uma pessoa que está debilitada e com a imunidade baixa também tem mais risco de apresentar sintomas severos, dessa maneira é importante conhecer os tipos dessa doença para entender os seus sintomas específicos. Os principais sintomas da toxoplasmose na gravidez são:

  • Aborto espontâneo
  • Natimorto
  • Febre alto
  • Inchaço nas axilas
  • Dor no corpo
  • Mal estar
  • Dor na garganta

Existem Riscos para o Bebê?

Os riscos da toxoplasmose na gravidez afetam mais o bebê que a mãe. Se não ocorrer o aborto, pode aparecer os seguintes sintomas:

  • Icterícia
  • Infecção grave nos olhos que pode levar a cegueira
  • Convulsão
  • Baço e fígado aumentados

Na verdade esses sintomas podem não aparecer logo após o parto. Em muitos casos a mãe passa a toxoplasmose na gravidez para o filho e ele só vai apresentar esses sintomas na adolescência.

Toxoplasmose na gravidez
A gravidez exige muitos cuidados especiais e a prevenção da toxoplasmose faz parte da lista de cuidados, pois em casos mais sérios pode causar aborto e levar a gestante a óbito. Além disso se ocorrer a transmissão da mãe para o bebê fora o risco de morte a criança pode sofrer com sequelas irreversíveis.

A toxoplasmose na gravidez pode levar a morte, causar cegueira e graves problemas neurológicos. Por isso, as sequelas da toxoplasmose na gravidez para o bebê são divididas entre ocular e congênita.

Na ocular além de cegueira, o protozoário pode se alojar no olho, causando estrabismo, catarata e encolhimento do olho. O tratamento é feito com antibiótico e esteroides, mas nem sempre  os problemas visuais são revertidos.

Já Tive Toxoplasmose, Estou Imune?

Essa é uma pergunta bastante difícil de responder, pois cada caso é um caso. Algumas pessoas realmente ficam imunes, mas também pode acontecer do patógeno permanecer no corpo depois do tratamento, ainda que inativo, e só reaparecer os sintomas quando a pessoa passar por um problema na imunidade, como um tratamento quimioterápico, por exemplo.

Toxoplasmose na gravidez
Um excelente meio para evitar a toxoplasmose é beber muita água mineral.
Toxoplasmose na gravidez
É muito importante garantir que os alimento estejam bem lavados antes do cozimento.

Quais os Tratamentos?

Todos os tratamentos da toxoplasmose na gravidez se referem a matar o patógeno com uso de antibióticos. O tipo de antibiótico a ser usado depende do estágio da doença e é necessário fazer acompanhamento com um médico. Nunca use medicamentos sem receita médica, principalmente no caso de toxoplasmose na gravidez onde também é necessário ter cuidado com os efeitos colaterais da medicação em relação ao bebê.

Toxoplasmose na gravidez
Guardar os alimentos crus separados dos alimentos cozidos é uma ótima opção para evitar a contaminação dos alimentos caso os alimentos crus estejam contaminados.

Como Evitar Toxoplasmose na Gravidez

Não há motivos para pânico, pois a probabilidade de pegar toxoplasmose na gravidez é baixa. Algumas mudanças são necessárias para evitar essa doença, estando grávida ou não:

  • Evite comer carne crua ou mal passada. Mesmo se a carne estiver contaminada, a alta temperatura do cozimento é capaz de matar o patógeno.
  • Crie o hábito de esterilizar utensílios de cozinha com algo. Você pode colocar em uma bombinha e espirrar o álcool antes de secar a louça e guardar.
  • Lave frutas e verduras antes de comer, se possível deixe de molho em bicarbonato de sódio algumas horas antes do consumo.
  • Lave as mãos sempre que mexer no jardim ou limpar a caixinha de areia do seu gatinho.
  • Não tome leite sem ferver ou que não seja pasteurizado.
  • Se no seu quintal tem areia deixe sempre coberto.
  • Evite ter contato com gatos de rua.
  • Se tiver um gatinho, cuide bem da saúde dele. Geralmente, os gatos não apresentam sintomas, mas é importante deixar o gato sempre em casa, sem acesso a rua e levar ao veterinário periodicamente. O gato só é contaminado se ingerir fezes ou carne de outro animal contaminado.
  • Mantenha a caixa de areia do seu gato sempre limpa. Se não puder limpar por algum motivo, peça para um amigo ou familiar.

Ficou com alguma dúvida sobre toxoplasmose na gravidez? Deixe o seu comentário.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.