Parto Normal: O Que é, Cuidados Necessários, Tipos e Tudo que Você Precisa Saber!

O parto normal tem sido a escolha de muitas mamães e alvo de discussões. É um momento importante e por isso gera muitas dúvidas como: é muito dolorido? Pode ter anestesia? Quais as vantagens? Quais os riscos?

São questionamentos comuns, mas que a mamãe deve procurar saber de todos os detalhes. Nesse post vamos sanar todas as suas dúvidas e explicar como o parto normal é feito.

Parto Normal: Dúvidas Frequentes

Antes de optar pelo parto normal é necessário pesquisar bastante e saber tudo sobre ele. Em hospitais públicos é comum acontecer de médicos não esperarem o suficiente e partirem para a cesárea, por isso é tão importante estar por dentro do assunto.

O que é?

O parto normal, ou parto vaginal como também é chamado, consiste em esperar o tempo certo para que o próprio organismo faça a indução do parto. O parto normal é um processo fisiológico natural, assim a intervenção médica é reduzida e a recuperação é muito mais rápida do que na cesariana.

A Organização Mundial da Saúde vê esse tipo de parto como a melhor opção, a menos que tenha algum tipo de complicação. Se você optar pelo parto normal é importante ter muita confiança em seu médico, pois pode ser sim necessário fazer a cesárea.

O parto natural não tem nada a ver com dar a luz longe da maternidade. É muito mais seguro que o processo ocorra dentro de um hospital, mas com intervenção médica limitada.

Parto Normal recém nascido Parto Normal bebê recém nascido na sala de parto com a mãe Parto Normal bebê com a mãe Parto Normal bebê dormindo

Quais suas Principais Vantagens?

Há muitas vantagens do parto natural quando se tem um quadro estável, sem complicações e riscos para a mamãe e o bebê. As principais vantagens são:

  • Recuperação rápida
  • Redução do risco de contrair uma infecção
  • Menos dias de internação
  • Evita os riscos da anestesia
  • O útero volta ao seu tamanho natural de forma mais rápida
  • Favorece a produção de leite
  • Eleva o nível dos hormônios que provocam a sensação de bem estar reduzindo o risco de depressão pós parto
  • Favorece os laços entre a mãe e o filho

As vantagens do parto normal não são apenas para a mãe, o bebê também tem muito a ganhar:

  • Ele nasce mais tranquilo
  • Respira melhor, pois ao passar pelo canal vaginal a compressão do tórax faz com que o líquido do pulmão saia de forma natural
  • Mais receptivo ao toque
  • Tem mais mobilidade

Parto Normal mãe e filho Parto Normal bebês menino e menina

Dói?

A questão da dor do parto normal é algo muito subjetivo e varia de mulher para mulher. Devemos considerar que cada pessoa tem um nível de sensibilidade a dor e o psicológico pode influenciar muito. Se a mulher estiver muito nervosa ou assustada com as informações que obteve sobre o parto natural, a dor pode ser maior.

No geral, os especialistas consideram que a dor do parto normal é plenamente suportável e a mãe esquece depois do nascimento do filho, não é algo traumático.

Parto Normal mãe e bebê dormindo Parto Normal mãe com bebê recém nascido

A utilização de anestesia no parto normal é algo que divide opiniões entre os especialistas. Se a gestante optar por tomar, ela só vai sentir incômodo até chegar ao hospital.

Além da anestesia há alguns métodos naturais para aliviar o desconforto, como dançar, colocar compressas de água morna na barriga, massagem e até mesmo contar com o apoio de amigos e familiares para se sentir mais relaxada. Parto Normal gestante

 

Existem Riscos?

A cesariana apresenta muito mais riscos que o parto normal. Na verdade, o parto normal deveria ser sempre a primeira opção dos médicos onde a cesariana só seria feita como um recurso emergencial para salvar vidas. A grande discussão sobre esse assunto é a cerca de quantidade de cesarianas agendadas, sendo o Brasil um dos países que mais fazem esse tipo de parto.

O parto natural é mais arriscado em algumas situações específicas, como em caso de pressão arterial alta e sem controle, mães portadoras de HIV com carga viral alta, baixa imunidade, diabetes, problemas cardíacos, lesão de herpes genital ativa, prolapso (quando o cordão umbilical sai primeiro que o bebê e o fornecimento de sangue é interrompido), entre outras situações em que o parto natural pode apresentar riscos para a mãe e o bebê.

Parto Normal gestantes

Como se Preparar para o Parto?

A preparação para o parto deve começar no início da gestação, principalmente no quesito da alimentação. É importante substituir alimentos gordurosos, processados e ricos em açúcar por alimentos mais saudáveis e naturais.

Uma alimentação nutritiva deixa a mulher mais saudável e colabora com a saúde do bebê, evitando diversos problemas durante a gestação e depois do parto.

Antes do parto não é adequado ficar por muitas horas em jejum. Em casa consuma alimentos mais leves e que tenham digestão rápida, como frutas e grãos integrais.

Parto Normal gestante e mãe com bebê

Na gestação a mulher pode fazer exercícios leves com o acompanhamento de um médico. Os exercícios fortalecem o corpo e colaboram para que o parto normal seja realizado com menos dificuldade. Horas antes do parto muitos médicos recomendam dançar para estimular que o bebê desça. Claro que é necessário a autorização do médico para fazer atividade física, pois nos casos de gravidez de risco os exercícios são perigosos.

Aprender como relaxar o períneo ajuda muito na hora do parto natural. Aprenda como fazer o relaxamento e treine antes do parto, pois quanto mais os músculos estiverem relaxados mais fácil é a passagem do bebê.

Treine como fazer a força do parto. Pode até parecer estranho, mas é necessário saber como fazer força da maneira certa. Você pode treinar na frente do espelho. A técnica consiste em encher o pulmão de ar e empurrar esse ar para baixo. Se você ficar com o rosto vermelho ou sentir que o ar ficou preso na região do pescoço é sinal que está fazendo isso errado. O movimento certo é quando o centro da barriga dica para baixo.

Escolher a maternidade e o obstetra para realizar o seu parto é muito importante. Pesquise principalmente se a maternidade escolhida dá preferência para o parto normal.

Além de estar preparada psicologicamente também é necessário pesquisar bastante para conhecer os sinais de que o grande momento chegou. Os sinais variam de uma mulher para outra, mas geralmente são: perda do tampão, contrações com ou sem dor e barriga baixa.

Quais os Cuidados Pós-Parto?

A maioria das maternidades fornecem uma cartilha com os cuidados necessários para o pós-parto. Com o profissional de saúde você pode tirar todas as suas dúvidas. Nessa cartilha você conta com todos os cuidados que deve ter com o bebê.

Na maternidade os profissionais de saúde ajudam a amamentar nas primeiras vezes, trocar fralda e dar banho em segurança. Todo esse aprendizado é importante para que tudo ocorra bem após a alta hospitalar.

A perda de sangue vaginal é natural, não sendo motivo de preocupação. Geralmente, o sangramento acaba em 21 dias, mas pode ser prolongado por até 3 meses. O sangramento pode mudar de cor, mas se vier acompanhado de dores abdominais é necessário procurar um médico.

O cuidado com a parte íntima é essencial. Para evitar infecções é necessário se limpar bem todas as vezes que for ao banheiro. No parto normal essa região fica extremamente sensível, mas não é adequado segurar a urina e as fezes.

Se foi necessário a episiotomia, corte no músculo entre o anos e a vagina para aumentar a passagem, é necessário usar um antiséptico, manter a região seca e evitar sentar em cima do corte.

O corpo está voltando ao normal, por isso é importante evitar pegar peso nos primeiros 40 dias. Exercícios físicos que exigem muito do corpo também estão fora de cogitação.

Siga todas as recomendações do seu médico e tire todas as suas dúvidas antes de ter alta do hospital.

Normal X Natural X Humanizado: Qual a Diferença?

Parto normal, natural e humanizado são tipos de partos vaginais e as diferenças são pequenas. O parto natural prevê que não tenha interferência médica ou que sejam as mínimas possíveis, principalmente que não tenha a indução do parto.

No parto normal a única “regra” é que será um parto vaginal, podendo ter anestesia e outras intervenções para redução da dor.

Parto Normal mãe segurando bebê

O parto humanizado não é exatamente um tipo de parto. Na verdade, a humanização está presente desde o início da gravidez. De acordo com Michel Odent, o corpo da mulher tem todas as condições necessárias para gerar e parir, mas é necessário respeitar a sua privacidade, o seu tempo, intimidade, hidratação, movimentação, alimentação e dar muito apoio.

Uma cesariana pode ser um parto humanizado: presença de pessoas escolhidas pela gestante na sala, luz baixa, temperatura amena, menos barulho, a mãe pegar o bebê logo após o nascimento, esperar a pulsação do cordão umbilical acabar antes de cortar, entre outros.

No parto normal a humanização não depende de muitos equipamentos e tecnologias como banheira e bola de pilates. Claro que se tiver a disposição é conveniente usar, mas o conceito em si defende que a mulher deve ter todos os cuidados na gestação.

Cenas & Vídeos de Parto Normal

Ver cenas e vídeos de parto normal pode ser ótimo para perceber que esse tipo de parto não é o bicho de sete cabeças como você imagina.

Parto Normal mãe na sala de parto

A presença de pessoas queridas na hora do parto e na internação é fundamental para que a gestante se sinta mais tranquila e confortável. Parto Normal pais com bebê na sala de parto Parto Normal mãe recebendo massagem antes do parto

A humanização é uma tendência para as maternidades, embora muitas ainda não tenham aderido. A gestante merece todo o carinho e cuidado, por isso é importante pesquisar bem sobre o hospital antes de escolher. Parto Normal dentro da água

O parto na banheira faz parte da humanização, mas infelizmente poucas maternidades públicas oferecem esse equipamento. É sempre adequado fazer o parto no hospital e você pode incluir a ajuda de uma doula. A doula auxilia durante toda a gestação e principalmente no momento de dar a luz. Parto Normal na água

Ficou com alguma dúvida sobre parto normal? Já escolheu entre parto normal, natural e humanizado? Deixe o seu comentário.